fbpx
Escolha uma Página
Spread the love

A forma como cada um de nós consumimos café é um hábito singular e pode revelar algumas características de personalidade.

Segundo um estudo americano, é possível generalizar para cerca de 5 estilos mais comuns, que distinguem os tipos de consumidores mais frequentes, são eles:

1. Consumidores Sociais

Quando o hábito de beber café está associado à partilha de momentos com familiares e amigos, e este é o momento de eleição para o seu consumo.

Desde sempre que o café foi considerado uma bebida social, existem ainda muitas pessoas que o consomem apenas em momentos de lazer e convívio, seja numa cafeteria ou após uma sobremesa num restaurante.

2. Amantes do conforto

No inverno, não há nada mais reconfortante que uma bebida quente, concorda?

E o que há de melhor do que aquecer as mãos numa xícara de café?

O segundo grande grupo deste estudo, corresponde às pessoas que tomam café, não por uma questão social ou de partilha, mas sim pela sensação de conforto e bem-estar que este lhes proporciona.

3. Apaixonados por café

Se você é daquelas pessoas que não dispensa beber um café para conseguir começar bem o dia, então é certamente um apaixonado por café.

Este grupo de pessoas começa a sua rotina matinal imperativamente com uma xícara de café, um ritual indispensável para despertar, ativar os sentidos e iniciar um dia produtivo.

4. Os atarefados

Estes tomam café com um único objetivo – concentrar-se e manter-se despertos para concretizar uma tarefa especifica e que requer atenção e concentração, como estudar ou trabalhar.

5. Os entusiastas

Para este último grupo tomar café é um verdadeiro prazer, uma degustação a cada xícara.

Podemos defini-lo como os que mais valorizam a qualidade da matéria prima, o ritual de preparação e todo o seu processo até à xícara.

Para estes, um bom livro ou uma bom música a tocar na companhia de uma xícara de café é um dos melhores momentos do dia.

E no seu caso, com qual mais se identifica?

Veja também:

Projeto da UEL avalia aspecto econômico da produção de café no Brasil


Spread the love