fbpx
Escolha uma Página
Spread the love

“O dia só começa depois de uma boa xícara de café”

Para quem mais é assim? O café é um grande companheiro dos nossos dias. Seja você um amante ou resistente a café, o seu aroma sempre te acompanhará. Pelas ruas da cidade, ao virar uma esquina, no shopping ou por onde for… É interessante ver como o próprio café também se tornou um elemento sensorial de extremo impacto para muitas marcas. Um aroma que traz paz e acalma o coração – é por essa razão que muitas pessoas ainda gostam de visitar cafeterias e dar uma pausa em seus dias corridos. O café é tão presente que, de alguma forma, parece que se tornou parte do ser humano.

Agora, muitas pessoas também tem dúvidas a respeito dos benefícios e malefícios que ele pode nos trazer. Assim como tudo na vida, o café possui seus prós e contras. E tudo isso a depender da quantidade que se bebe, tomando cuidado com os excessos.

Impactos do café na saúde humana

Uma dúvida muito recorrente a respeito do café é sobre o escurecimento dos dentes. O café realmente deixa mais escuro? Visto que o café possui substâncias corantes que atingem o esmalte, caso a pessoa não tenha o hábito de escovar os dentes, é possível sim que isso ocorra. Além disso, a cafeína possui um pH mais baixo, ou seja, ácido. Dessa forma, ela pode acabar causando uma desmineralização, deixando nossos dentes mais frágeis e vulneráveis a cáries.

“Devo parar de beber café?”

A boa notícia é que não! A resposta para os possíveis impactos negativos está no controle de excessos. Desde que seja apreciada com moderação, não há problemas. A balança deve estar centrada na moderação + cuidados orais (como boa escovação, beber bastante água e consumir alimentos como maçã, kiwi e melancia que ajudam a manter os dentes limpos). Além disso, é importante reforçar que a escovação deve ser feita 30 minutos após o consumo do café para evitar uma reação negativa de sua acidez com o creme dental.

Aliás, se a pessoa não controla o consumo que ela faz, é possível que seu nível de ansiedade também aumente. Dessa forma, é importante que todos se informem a respeito dos impactos do café, a depender da quantidade. De qualquer maneira, é possível usufruir de uma boa xícara, sem abrir mão de um belo sorriso.

Pensando um pouco mais nos benefícios, o café também é um grande ativo no combate à depressão.

Café, depressão e DTM

Um dos principais benefícios do café é a prevenção da depressão – uma das maiores doenças do século XXI. Com a presença de uma substância chamada polifenol, as inflamações nas células do sistema nervoso central diminuem, contribuindo para a redução de cenários depressivos.

Agora, além de uma dose de café, sabe o que mais pode influenciar a sua depressão?

Por vezes, muitas pessoas com depressão são diagnosticadas com DTM também. Não que haja uma relação de causa e efeito entre ambas, mas de alguma forma apresentam uma forte relação. E por que isso acontece? Primeiramente porque a DTM é uma doença psicossomática. Isso quer dizer que desordens psicológicas podem afetar nosso corpo físico. E neste caso, a desordem emocional se reflete como uma Disfunção Temporomandibular.

Entendendo o que é DTM

DTM é uma sigla para Disfunção Temporomandibular. Esta é uma doença multifatorial. Sendo assim, temos vários fatores que podem contribuir para a mesma. Alguns deles precipitam, outros intensificam ou até mesmo ajudam a perdurar tais dores. Entre eles, temos fatores genéticos, hormonais, alimentares e psicológicos.

A DTM pode ser definida como um mau funcionamento da ATM. Esta, por sua vez, é uma articulação responsável por todos os movimentos da boca. Abrir e fechar a boca, falar, mastigar, bocejar… Tudo isso é realizado pela ATM (Articulação Temporomandibular). Além disso, ela também faz a conexão entre a sua mandíbula e o seu crânio. Sendo uma das estruturas mais complexas do corpo humano, fica claro o seu papel para uma boa qualidade de vida.

E quais são os principais sintomas da DTM? Na Clínica Jin vemos diversos casos. Desde pessoas que sofrem com dores de cabeça insuportáveis, enxaquecas e dores no pescoço e ombros, até pessoas que mal conseguem abrir sua boca. Alguns tem os movimentos da boca limitados, ouvem estalos na mandíbula, sentem dores no ouvido ou até mesmo zumbidos. Além disso, também temos queixas de dores na face e dor atrás dos olhos. Tudo isso são evidências de uma DTM. Assim, é necessário que a pessoa consulte um profissional de confiança para que se faça um bom diagnóstico. Com isso em mãos, fica mais fácil a entrega de uma solução mais assertiva. Para uns, a causa pode ter sido um canal, para outros, uma má oclusão (mordida), ou mesmo fatores psicológicos.

Café, saúde mental e DTM

Após quase 2 anos de pandemia, entendemos quão difícil foi cuidar de nós mesmos. Nada como uma boa dose de café (moderada) e um tempo para cuidar do seu eu interior! Pratique seus hobbies, respire, pare um pouco, relaxe e tome uma dose moderada daquele café. Cuidado com os excessos.

Apesar da dificuldade, vamos buscar uma vida de melhor equilíbrio – na alimentação, saúde física, mental, vida profissional e relacionamento com amigos e família.

Conteúdo produzido pela Clínica Jin

11 4102-0732 // 11 9 9804-3898

contato@clinicajin.com

R. Vergueiro, 2253 – CJ 1405 – Vila Mariana (prox. ao Metro Ana Rosa)
Segunda à Sexta: 8:00 às 18:00

Veja também:

Rico em nutrientes, café ajuda nos exercícios e combate doenças


Spread the love